Conectar-se

Esqueci minha senha



Jesus não tinha, mas recebeu revelação, poder e autoridade do Pai

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Deus] Jesus não tinha, mas recebeu revelação, poder e autoridade do Pai

Mensagem por AZZI em 27.08.13 16:03

Shalom!

Certa vez me questionaram:

Nada, absolutamente nada,  fica oculto aos olhos de D’us porque Ele é onisciente, onipresente e onipotente.

D’us tudo sabe. Como pode Yeshua ser D’us se ele não sabe quando Ele mesmo voltará? (Mateus 24:36).

D’us não recebe revelação. Como pode Yeshua ser D’us se Ele recebeu revelação (Apocalipse) dada por D’us?. (Apocalipse 1:1).

D’us faz tudo. Como pode Yeshua ser D’us se ele não pode fazer nada de si mesmo? (João 5:19).

D’us tem poder e autoridade. Como pode Yeshua ser D’us se ele, não tinha, mas recebeu poder e autoridade do Pai. (Mateus 28:18.).

D’us não tem Pai e nem D’us. Como pode Yeshua ser D’us se ele tem um D’us e Pai?. (João 20:17).

D’us não ora e nem invoca alguém porque não há nada superior a Ele. Como pode Yeshua ser D’us se Ele orava e invocava a D’us. (Hebreus 5:7).

D’us não aprende nada, ensina. Como pode Yeshua ser D’us se Ele aprendeu a obediência pelas cousas que sofreu??? (Hebreus 5:8.).


Observe:

(Apocalipse 1:1) - Revelação de Yeshua HaMashiach, a qual D’US LHE DEU, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo;

(João 20:17) - Disse-lhe Yeshua: Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai, mas vai para meus irmãos, e dize-lhes que eu subo para MEU PAI E VOSSO PAI, MEU D’US E VOSSO D’US.

(João 5:19) - Mas Yeshua respondeu, e disse-lhes: Na verdade, na verdade vos digo que O FILHO POR SI MESMO NÃO PODE FAZER COISA ALGUMA, se o não vir fazer o Pai; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente.

(Mateus 28:18.) - E, chegando-se Yeshua, falou-lhes, dizendo: É-ME DADO TODO O PODER NO CÉU E NA TERRA.

(Mateus 24:36) - Mas DAQUELE DIA E HORA NINGUÉM SABE, NEM OS ANJOS DO CÉU, NEM O FILHO, mas unicamente meu Pai.

(Hebreus 5:7) - O qual, nos dias da sua carne, OFERECENDO, COM GRANDE CLAMOR E LÁGRIMAS, ORAÇÕES E SÚPLICAS AO QUE O PODIA LIVRAR DA MORTE, foi ouvido quanto ao que temia.

(Hebreus 5:8.) AINDA QUE ERA FILHO, APRENDEU A OBEDIÊNCIA POR MEIO DAQUILO QUE SOFREU; (9) e, tendo sido aperfeiçoado, veio a ser autor (Pai) de eterna salvação para todos os que lhe obedecem,


Minha resposta foi esta:

Com relação ao versículo de Mateus 24:36. Se você quiser seguir ao pé da letra e fora do contexto, então teremos um grande problema. Porque nem mesmo o Pai que é D’us, seria onisciente, pois o filho (Yeshua) tinha um nome que só ele sabe e ninguém mais. Observe:

(Apocalipse 19:12) - E os seus olhos eram como chama de fogo; e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e TINHA UM NOME ESCRITO, QUE NINGUÉM SABIA SENÃO ELE MESMO.

Veja bem, não esta escrito desta forma: “...tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo e seu Pai.

Portanto, literalmente, se Ele (Yeshua) não é D’us, mas, somente ele sabia que nome era este, então o Pai não sabe que nome é esse. Se usarmos os textos das Escrituras Sagradas fora do contexto como se está usando a fim de provar que Yeshua não é D’us porque não é onisciente, então nem mesmo o Pai é D’us.

Mas, se considerarmos que era D’us (YHWH), o Pai, quem falava lá no Antigo Testamento, e D’us é onisciente, então por que D’us teria perguntado onde Adão estava escondido (Gn.3: 9)??? Não sabia D’us onde estava Abel (Gn 4: 9)??? Não sabia D’us o que estava acontecendo em Sodoma e Gomorra a ponto de descer e ir até lá para ver (Gn.18: 20,21)???

Entenda bem, não estou duvidando da onisciência de D’us, mas, dizer que se um argumento como este em Mt 24:36 afirma que Yeshua (o Verbo de D’us que é D’us) não é D’us e nem onisciente, o mesmo deveria ser válido para o Pai. Caso ao contrario, estaremos sendo injustos usando dois pesos e duas medidas!!!

Agora, se Yeshua esvaziou-se de si mesmo e assumiu as características humanas (conf. Fp 2:6-7) isto quer dizer que antes Ele (Yeshua) estava naturalmente cheio de alguma outra coisa superior, então ele era mais do que um ser humano perfeito e exemplar, ou seja, Yeshua não era a imagem e semelhança de D’us tal como nós seres humanos originalmente somos de criação. Caso ao contrario, Yeshua se esvaziaria do que se Ele fosse de natureza humana?.

Portanto, quando Yeshua esvaziou-se, Ele abriu mão da sua condição natural de ser a imagem e a IGUALDADE de D’us (Fp 2:6 a 8, Jo 1:1, Cl 1:15). Então, estando Yeshua na condição de filho (descendente) do homem e como sendo o ultimo Adão: (1Co15:45), sujeito as mesmas regras humanas estabelecidas por D’us, o atributo de onisciência (e até mesmo o atributo de onipresença e onipotência) deixa de existir tal como estes atributos não existem entre nós humanos por via de regras estabelecidas por D’us, e D’us jamais quebra regras (que são suas palavras).

Por este motivo o Verbo de D’us (=Yeshua) feito homem, para atuar dentro dos limites de compreensão do homem conforme as necessidades na ocasião, precisou sempre orar, pedir, vigiar e receber do Pai, poder, autoridade, revelação, instrução, e não podia fazer nada de si mesmo, tal como nós seres humanos cristão e judeus messianicos recebemos hoje do Pai por intermédio de Yeshua.

Outra coisa, se o tempo e a eternidade foram criados por Yeshua, o Verbo de D’us que é D’us,  (Jo 1:1-3) então, Yeshua é anterior ao tempo e a eternidade, ou seja, Ele é atemporal, portanto, Yeshua é onisciente, onipresente e onipotente estando na sua natureza existencial normal como Divindade Criadora do tempo e da eternidade (Is 9:6).

Quanto ao verso de (Apocalipse 1:1), Yeshua, não mais na condição de esvaziado, mas já cheio de gloria, sabedoria e poder, entrega ao apostolo João o apocalipse que Ele (Yeshua) recebeu de D’us. Ora, o fato de Yeshua ter recebido o apocalipse de D’us isto não quer dizer que Ele não tinha conhecimento desta revelação que é em função do tempo, ao contrario, se Ele criou o tempo e a eternidade, então Ele é anterior ao tempo e a eternidade (Cl 1:16-17), portanto, Yeshua é naturalmente onisciente como D’us, e apesar de ser onisciente, só faz espontaneamente a vontade do Pai e não a dEle.

A vontade de expor a revelação do fim dos tempos partiu do Pai e a realização desta vontade só é feita por intermédio do Verbo de D’us (=Yeshua) na forma escrita, dai vem a expressão em Ap 1:8: “Eu sou o Alfa e o Omega” = Palavra escrita = Yeshua. Em resumo, tudo é realizado no mesmo pé igualdade, tal como Yeshua disse, observe:

(João 5:19) - Mas Yeshua respondeu, e disse-lhes: Na verdade, na verdade vos digo que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se o não vir fazer o Pai; porque tudo quanto ele faz, o FILHO O FAZ IGUALMENTE.

Portanto, há uma cumplicidade entre o Pai e o Filho, o Pai deseja e o Filho realiza no mesmo Espírito, por isso ambos se completam se fazendo UM (=D’us). Alem disto, no versículo anterior (Ap 1:7), Yeshua vem glorificado com as nuvens e se identificará no versículo Ap 1:8 como sendo o Senhor D’us, aquele que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso, e nos versos, Ap 1:17-18,  vem como sendo o primeiro e o último (o único) no espírito de Cordeiro glorificado que foi morto e vive para todo sempre para nossa justificação.

Quem morreu foi o personagem Cordeiro Yeshua (Is 53: 7) o qual foi ressuscitado pelo Verbo de D’us que é D’us (Jo 1:1-3, Jo 2: 19 a 22) que é Yeshua que é imortal (2Tm 6: 15-16, Ap 19: 13-16) porque Ele é a própria Vida Eterna (Jo 14:6, 1Jo 5:20).

Quanto a João 20:17,  onde o Cordeiro Yeshua declara que Ele tem um D’us e Pai, pergunto:

Qual é o problema D’us ser D’us de si mesmo se não há outro além dEle? Nenhum!
Qual é o problema D’us ser Pai de si mesmo se Ele existe por si só? Nenhum!
Qual é o problema D’us ser Senhor de si mesmo se Ele é dono de si mesmo? Nenhum!


O personagem no espírito Cordeiro é D’us mas D’us não se limita apenas nesta função de Cordeiro,, pois, existem outras funções que completam a plenitude do Espirito de D’us.

Quanto a Hebreus 5:7-8., se você analisar todo o contexto do capitulo de Hebreus 5, você perceberá que o verso 7 (onde diz: “...nos dias da sua carne...”) deixa claro que se trata de Yeshua na condição carnal esvaziado de todo seu poder, sabedoria e gloria, assumindo o papel na porção de espírito  de filho do homem, como sendo o ultimo Adão (1Co15: 21 e 22 / 1Co 15: 45, ), sujeito as mesmas regras que todo ser humano esta sujeito. Observe:

(Hebreus 5:7) - O qual, NOS DIAS DA SUA CARNE, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia. (8.) AINDA QUE ERA FILHO, APRENDEU A OBEDIÊNCIA POR MEIO DAQUILO QUE SOFREU; (9) e, tendo sido aperfeiçoado, veio a ser autor (Pai) de eterna salvação para todos os que lhe obedecem,

Como segundo e ultimo Adão, foi necessário Yeshua passar por um processo de crescimento e aperfeiçoamento natural humano em função do tempo e espaço tal como todo ser humano passa. Observe:

(Lucas 2:40) - E o menino crescia, e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; e a graça de D’us estava sobre ele.

Na condição humana, Yeshua viveu na dependência de seus pais carnais, brincou quando era criança, estudou hebraico, estudou as escrituras, orava e invocava D’us, comia, bebia, dormia, sonhava, fazia suas necessidades fisiologias, cansava-se, trabalhava, sentia dor e angustia, alegrava-se, entristecia-se e chorava, não era onipresente, onisciente e onipotente, dependia da instrução e revelação do Pai celestial, refugiava-se e se fortalecia em D’us, o Pai. Tal como o primeiro ser humano Adão era originalmente sem pecar.

Na condição humana, Yeshua, como sendo o ultimo Adão, sabia por revelação que dEle sairia uma nova geração adâmica perfeita, tal como deveria ter saído do primeiro Adão se ele não tivesse pecado. Como sendo D’us, Yeshua sabia que desta nova geração adamica Ele tiraria a nova Eva (sua Esposa), e filhos, uma família.

E vc, o que responderia?

Shalom!
avatar
AZZI

Mensageiro
Mensageiro


Reps : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Deus] Re: Jesus não tinha, mas recebeu revelação, poder e autoridade do Pai

Mensagem por AZZI em 22.12.13 8:50

Shalom!
Para um melhor entendimento de uma lida neste topico:

http://verdade.forumc.net/t38-os-7-sete-espiritos-de-deus-teofania
avatar
AZZI

Mensageiro
Mensageiro


Reps : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Deus] Re: Jesus não tinha, mas recebeu revelação, poder e autoridade do Pai

Mensagem por Diephe em 10.01.14 19:52

Quem entre os anjos ou homens foi gerado por Deus?

Deus tem autoridade mas não tem autoridade de tornar seu Filho gerado Deus?

Acredito que Jesus é Deus mas não é superior a Deus Pai, senão não sentaria à direita, mas sim, no próprio lugar de Deus.

É como está escrito em Ap 1:1
Deus revelou e permitiu a Jesus Cristo revelar através de um anjo a João.

Existe ordem e hierarquia.
Mas, Jesus Cristo sim é Deus, não "O Deus" mas é Deus...
Quem segue a Ele tornasse "d"eus...
avatar
Diephe

Observador
Observador

Reps : 1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Deus] Re: Jesus não tinha, mas recebeu revelação, poder e autoridade do Pai

Mensagem por clayton.mendes em 17.01.14 21:43

Então, os judeus messiânicos creem na trindade ? Uma crença que os seguidores de Cristo não tinham, e que por isso levou a Igreja a passar por três Concílios para oficializá-la ? É claro que Cristo obteve uma vida pré-humana (João 1:1,2,14; Colossenses 1:15), e claro que ele estava junto ao Pai, mas ele jamais fez parte duma trindade, pois isso reduziria a autoridade do Deus Altíssimo a 33,34% (João 14:28).
Para começar, Cristo não teve uma eternidade passada [assim como Deus (Salmo 90:2; Judas 25)], ele foi criado (Colessenses 1:15), aliás, o primeiro a ser criado pelo próprio Deus. Como assim ? Pois bem, já se perguntou por que a bíblia diz que Yeshua é unigênito (João 3:16), ao passo que sabemos Moisés menciona outros filhos celestes (Jó 1:6; 2:1; 38:7) ? Bom, isso explica o fato de Isaías se dirigir ao Messias como "Pai eterno". Sabemos que quando as Escrituras se refere a um Pai, significa que é deste d'onde se origina algo, e não pai literal. Ora, a mentira não é personificada, mesmo assim, Satanás é mencionado como sendo pai [em João 8:44] desta, ao mesmo passo que Esaú, como sendo o próprio Edom, é mencionado como tendo originado a cidade de Edom [em Gênesis 25:30; 36:8,9].
O próprio Deus Altíssimo criou seu filho, ao passo que seu filho criou todas as outras coisas (João 1:2,3; Colossenses 1:15,16; Provérbios 8:27-31). E por que o Messias não é transubstanciado do Pai ? Por que só há um Deus, e um só Senhor (1 Coríntios 8:5,6).
E por que Yeshua é chamado de Deus ? Bom, não faz sentido acharmos que João escreveu, em João 1:1 que Jesus era Deus, e ao mesmo tempo ele estava com Deus, e depois no versículo 18 ele escreve que Deus é invisível, mesmo tendo relatado no versículo anterior que o Messias havia se tornado carne. Logo, não faria sentido. O livro de João foi escrito em grego, e é isso que as pessoas esquecem na hora de interpretar a bíblia. Se não houver uma boa tradução, não há um entendimento certo. Segundo um erudito no assunto, o caso em João 1:1 é conhecido como Substantivos Predicativos Anartros Qualificativos, que tinha a intenção de dizer que a Palavra (que vem do grego logos), era um Deus (do grego the-ós, nesse versículo),e não como sendo o próprio Deus.
Ora, é claro que o Cristo é um Deus, ele é divino e poderoso, mas ele não é O Deus Todo-Poderoso (Gênesis 71:1). Algumas pessoas se referem a alguns de suma importância como sendo deuses. Assim como Asafe chamou os juízes de deuses (Salmo 82:6), e Paulo menciona até mesmo Satanás como um deus (2 Coríntios 4:4).
Em João 10:30, Yeshua diz que ele e o Pai são um, o mesmo que ele pede a seus discípulos mais tarde (João 17:20,21), mostrando assim que Yeshua estava se referindo a união em pensamentos, em decisões, e não em substancias sobre-humanas. Agora, João é bem claro ao dizer que Yeshua recebeu a uma revelação (Revelação [Apocalipse] 1:1). Se ele recebeu, é porque ele não tinha. Isso é incontestável, sejamos francos.
E antes que possa vir o próximo argumento trinitário, deixe-me argumentar logo o que João quis dizer em 1 João 5:20: como já dito, esta carta foi escrita em grego, assim como todo o "Novo Testamento". Logo, o caso aqui é que João se referia ao sujeito anterior ao sujeito principal do contexto, logo ele estava se referindo a "Deus", e não ao "Filho de Deus". Para apoiar esse argumento [que é pura "gramática" grega, logo, não há discussões a serem travadas], perceba em 2 João 7. Se lermos sem cautela, assim como caso lermos 1 João 5:20, vamos entender claramente que Yeshua é o próprio anticristo. O que seria totalmente e friamente contraditório (1 João 2:22). Logo, em 2 João 7, entendemos que João se refere aos "muitos enganadores", e obviamente não ao próprio Cristo.

"Isto significa vida eterna, que absorvam conhecimento de ti, o único Deus verdadeiro, e daquele que enviaste, Jesus Cristo." (João 17:3)
avatar
clayton.mendes

Observador
Observador

Reps : 0

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Deus] Re: Jesus não tinha, mas recebeu revelação, poder e autoridade do Pai

Mensagem por AZZI em 19.01.14 12:29

@clayton.mendes escreveu:
É claro que Cristo obteve uma vida pré-humana (João 1:1,2,14; Colossenses 1:15), e claro que ele estava junto ao Pai, mas ele jamais fez parte duma trindade, pois isso reduziria a autoridade do Deus Altíssimo a 33,34% (João 14:28).

Segundo vc, Jesus é a Palavra de Deus e é uma criatura feita por Deus. Pergunto:
Houve um tempo em que Deus não tinha palavra?
Deus era mudo?
O que Deus usou para criar a Palavra dele se tudo foi feito pela Palavra dele?
A Palavra fez tudo ou quase tudo?
Clayton, vc criou a tua palavra ou vc nasceu com ela?

Quanto a João 14:28, de uma lida neste link abaixo:
http://verdade.forumc.net/t68-disse-jesus-meu-pai-e-maior-do-que-eu

@clayton.mendes escreveu:
Cristo não teve uma eternidade passada [assim como Deus (Salmo 90:2; Judas 25)], ele foi criado (Colessenses 1:15), aliás, o primeiro a ser criado pelo próprio Deus.

Jesus e seu Pai não tiveram uma eternidade passada, pois ambos são UM, e criaram a eternidade, tanto é que Jesus é chamado de Pai da eternidade. Caso ao contrario, o que Deus usou para criar a eternidade?

@clayton.mendes escreveu:
Pois bem, já se perguntou por que a bíblia diz que Yeshua é unigênito (João 3:16), ao passo que sabemos Moisés menciona outros filhos celestes (Jó 1:6; 2:1; 38:7) ? Bom, isso explica o fato de Isaías se dirigir ao Messias como "Pai eterno".

Unigenito é o mesmo que dizer “o unico geneticamente gerado = Deus”, ou seja, o DNA do filho é o mesmo do Pai. Deus gera geneticamente Deus assim como o homem gera geneticamente homem.

Outros filhos citados em Jó 1:6; 2:1; 38:7, se refere as pessoas mortas e covertidas a Deus no periodo de Adão até Jó, as quais se tornaram filhas de Deus por adoção.

@clayton.mendes escreveu:
O próprio Deus Altíssimo criou seu filho, ao passo que seu filho criou todas as outras coisas (João 1:2,3; Colossenses 1:15,16; Provérbios 8:27-31).

Em Provérbios 8:27-31, se vc ler atentamente o contexto, não nos da a entender e nem é mensionado o filho de Deus Jesus [=Palavra], mas é mensionado sim a Sabedoria de Deus de uma forma personalizada.

Se, segundo apocalipse, a Sabedoria pertence ao cordeiro Jesus, logo, como pode Jesus ser a Sabedoria?

Esta passagem em proverbios esta dizem que a Sabedoria de Deus foi criada por Deus atraves da Palavra de Deus que é Jesus, o filho.

@clayton.mendes escreveu:
E por que o Messias não é transubstanciado do Pai ? Por que só há um Deus, e um só Senhor (1 Coríntios 8:5,6).

Clayton, veja o estrago que se faz quando se isola versículos, por exemplo:

1 Corintios 8 : 6 ... há um único Deus, o Pai, ...e um só Senhor, Jesus Cristo...

A tua linha de raciocínio esta Fora do contexto meu amigo, pois, fora do contexto, este verso nos da a entender que o Pai é o único D’us porem não é Senhor, então o Pai que é o único D’us não é onipotente porque não é Senhor. E agora?

Ora, se Jesus disse:
(João 14:18) - Não VOS DEIXAREI órfãos; voltarei para vós.
Veja bem, Jesus não disse "o Pai não vos deixara orfãos"
Fica entendido que Ele é também o nosso Pai, pois, só se torna órfão quem perde o pai (que no caso em questão é Jesus)!

@clayton.mendes escreveu:
E por que Yeshua é chamado de Deus ? Bom, não faz sentido acharmos que João escreveu, em João 1:1 que Jesus era Deus, e ao mesmo tempo ele estava com Deus, e depois no versículo 18 ele escreve que Deus é invisível, mesmo tendo relatado no versículo anterior que o Messias havia se tornado carne. Logo, não faria sentido. O livro de João foi escrito em grego, e é isso que as pessoas esquecem na hora de interpretar a bíblia. Se não houver uma boa tradução, não há um entendimento certo. Segundo um erudito no assunto, o caso em João 1:1 é conhecido como Substantivos Predicativos Anartros Qualificativos, que tinha a intenção de dizer que a Palavra (que vem do grego logos), era um Deus (do grego the-ós, nesse versículo),e não como sendo o próprio Deus.
Ora, é claro que o Cristo é um Deus, ele é divino e poderoso, mas ele não é O Deus Todo-Poderoso

Entenda uma coisa Clayton, toda a bibia [AT e NT] foi escrita por JUDEUS e dentro do contexto da cultura judaica, portanto, dentro do cotexto da biblia judaica existe apenas um UNICO Deus verdadeiro, logo, os outros deuses mencionado na biblia, inclusive satanas, são FALSOS.

Agora, a Palavra de Deus [=Jesus] é Deus porque faz parte de Deus assim como a tua palavra é parte de vc. Ou houve um tempo que vc existiu sem a tua palavra?

A uma diferença enorme entre:
A Palavra é Deus.
A Palavra é um Deus.
A Palavra é o Deus.

Portanto, dentro do contexto biblico judaico, dizer que “A Palavra é um Deus”, é politeismo [heresia].

@clayton.mendes escreveu:
(Gênesis 71:1). Algumas pessoas se referem a alguns de suma importância como sendo deuses. Assim como Asafe chamou os juízes de deuses (Salmo 82:6)

Te convido para dar uma lida neste link para te dar um esclarecimento sobre esta questão:
http://verdade.forumc.net/t87-yeshua-os-juizes-e-moises-eram-deuses-politeismo

@clayton.mendes escreveu:
Em João 10:30, Yeshua diz que ele e o Pai são um, o mesmo que ele pede a seus discípulos mais tarde (João 17:20,21), mostrando assim que Yeshua estava se referindo a união em pensamentos, em decisões, e não em substancias sobre-humanas. Agora, João é bem claro ao dizer que Yeshua recebeu a uma revelação (Revelação [Apocalipse] 1:1). Se ele recebeu, é porque ele não tinha. Isso é incontestável, sejamos francos.

Se vc reler ATENTAMENTE a minha postagem e analisar o contexto biblico, a revelação foi dada ao povo de Deus por intermedio de Jesus [=Palavra], portanto, Jesus [já glorificado e cheio de sabedoria e poder] tornou publico o apocalipse que já era de seu conhecimento.

Jesus cheio de gloria poder e sabedoria como Deus era onisciente
Jesus esvaziado de sua gloria poder e sabedoria feito homem não era oniciente

Cuidado, Jesus cheio de gloria poder e sabedoria é uma cituação, e Jesus esvaziado de sua gloria poder e sabedoria é outra cituação!

@clayton.mendes escreveu:
"Isto significa vida eterna, que absorvam conhecimento de ti, o único Deus verdadeiro, e daquele que enviaste, Jesus Cristo." (João 17:3)

Te convido para dar uma lida neste link para te dar um esclarecimento sobre esta questão:
http://verdade.forumc.net/t66-que-te-conhecam-a-ti-so-por-unico-dus-verdadeiro
avatar
AZZI

Mensageiro
Mensageiro


Reps : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Deus] Re: Jesus não tinha, mas recebeu revelação, poder e autoridade do Pai

Mensagem por clayton.mendes em 20.01.14 2:23

Antes de recorrer as Escrituras, devemos recordar alguns  pontos:  o primeiro, é que os cristãos primitivos não criam nisso, essa é uma crença dogmática desenvolvida pela Igreja: “Nem a palavra Trindade, nem a doutrina explícita, como tal, aparecem no Novo Testamento, e nem Jesus ou seus seguidores tencionaram contradizer o Shema do Velho Testamento: ‘Ouve, ó Israel: O Senhor, nosso Deus, é um só Senhor’ (Deuteronômio 6:4)... A doutrina desenvolveu-se gradualmente com o decorrer dos séculos, enfrentando muitas controvérsias... Por volta do fim do 4º século... a doutrina da Trindade tomou substancialmente a forma que desde então tem conservado.” (The New Encyclopedia Britannica 1976), Microaedia, Volume X, pag. 126.
É altamente perceptível que, ao passo que a Igreja explica a origem da doutrina da Trindade, ela deixa bem claro que não é um ensino bíblico: “A formulação de ‘um só Deus em três Pessoas’ não foi solidamente estabelecida, de certo não plenamente assimilada na vida cristã e na sua profissão de fé, antes do 4º século... Entre os Pais Apostólicos, não havia nada, nem mesmo remotamente, que se aproximasse de tal mentalidade ou perspectiva.” (New Catholic Encyclopedia,1967), Volume XIV, pag. 299.
Agora, antes de refutar seus argumentos, vejamos mais uma vez a contradição levantada pela crença da Trindade:
Mateus 26:39 - “Adiantando-se um pouco, [Jesus Cristo] prostrou-se sobre seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai: Se possível, passe de mim esse cálice! Todavia, não seja como eu quero, e, sim, como tu queres.” (Se o Pai e o Filho não fossem pessoas distintas, essa oração não teria sentido. Jesus estaria orando a si mesmo, e a sua vontade teria sido forçosamente a vontade do Pai.)
João 8:17, 18 – “[Jesus respondeu aos fariseus judaicos:] Na vossa lei está escrito que o testemunho de duas pessoas é verdadeiro. Eu testifico de mim mesmo, e o Pai, que me enviou, também testifica de mim.” (Portanto, Jesus falou definitivamente de si mesmo como uma pessoa separada e distinta do Pai.)
Mateus 20:23 – "O meu cálice certamente haveis de beber; mas o sentar-se à minha direita e à minha esquerda, não me pertence concedê-lo; mas isso é para aqueles para quem está preparado por meu Pai. (O filho, não é igual ao Pai –‘)
Atos 7:55,56 – relata que Estêvão recebeu uma visão do céu, onde viu “Jesusi em pé a direita de Deus”. Ou seja, ele viu Deus (que segundo o Credo de Atanásio, Deus são três Pessoas, mas um só Deus), porém, viu também Jesus, e não viu o espirito santo. O espirito não estava junto a eles (Revelação [Apocalipse] 7:10; 22:1,3.)
1 Pedro 1:3 – "Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.” (Repetidas vezes, mesmo após a ascensão de Jesus aos céus, as Escrituras se referem ao Pai como “o Deus” de Jesus Cristo. Em João 20:17, após a ressureição de Jesus, ele próprio falou a respeito do Pai como “meu Deus”. Mais tarde, quando estava no céu, segundo registrado em Revelação [Apocalipse] 3:12, ele usou novamente a mesma expressão. Mas nunca se diz na Bíblia que o Pai se refira ao Filho como “meu Deus”, tampouco o Pai ou Filho se referem ao espírito santo como “meu Deus”.)
João 1:1,2 – Para começar, você está fazendo analogias aplicadas a humanos. Você disse: “nascer”, aconteceu que Deus não nasceu, não teve principio. Mas a Palavra sim. (Colossenses 1:15.) João 1:18 diz: “Ninguém jamais viu a Deus.” O versículo 14  diz claramente que “o Verbo se fez carne, e habitou entre nós . . . vimos a sua glória”. Também, os versículos 1, 2  dizem que no princípio ele estava “com Deus”.  Agora, voltando novamente ao grego:
Philip B. Harner, no seu artigo “Substantivos Predicativos Anartros Qualificativos: Marcos 15:39 e João 1:1”, disse que cláusulas tais como a de João 1:1, “com um predicativo anartro precedendo ao verbo, têm primariamente sentido qualificativo. Indicam que o logos tem a natureza de theos.” Ele sugere: “A cláusula poderia talvez ser traduzida: ‘o Verbo tinha a mesma natureza de Deus.’” (Journal of Biblical Literature, 1973, pp. 85, 87) Assim, neste texto, o fato de a palavra the•ós, na sua segunda ocorrência, estar sem o artigo definido (ho) e de estar colocado antes do verbo, na sentença, é de importância no grego. É interessante notar que os tradutores que insistem em verter João 1:1: “O Verbo era Deus”, não hesitam em usar o artigo indefinido (um, uma) na sua tradução de outras passagens onde ocorre um substantivo predicativo anartro singular antes do verbo. Assim, em João 6:70, tanto a Bíblia de Jerusalém como o Novo Testamento Interconfessional se referem a Judas Iscariotes como “um demônio”, e em João 9:17 descrevem Jesus como “um profeta”.
John L. McKenzie diz: “João 1:1 deve ser rigorosamente traduzido ‘o verbo estava com o Deus [= o Pai], e o verbo era um ser divino’.” ( Dictionary of the Bible , Nova Iorque, 1965), p. 317.
Portanto, Jesus, como “um deus”, meramente reflete as qualidades divinas de seu Pai. (Hebreus 1:3.)
Marcos 1:9-11 – O batismo de Jesus. Os trinitários dizem que essa passagem é um mistério. Não, não é. Só deixa claro que realmente são três, mas os três não são um, os três são três.
Alfa e Ômega: A quem pertence corretamente este título? Em Revelação 1:8, diz-se que pertence a Deus, o Todo-poderoso. No versículo 11 , segundo A Bíblia Sagrada, ed. 1883, esse título é aplicado àquele cuja descrição subsequente revela ser Jesus Cristo. Mas os eruditos reconhecem que a referência ao Alfa e Ômega, ou “o A e o Z”, na The Bible in Living English (1972) , no versículo 11 , é espúria e, portanto, não aparece nas versões Almeida, A Bíblia Sagrada, Bíblia de Jerusalém, Bíblia Sagrada 36ª Edição (1980), Bíblia Sagrada (1967).  Muitas traduções de Revelação para o hebraico reconhecem que aquele que é descrito no versículo 8  é Jeová, de modo que restauram ali o nome pessoal de Deus. Revelação 21:6, 7 indica que os cristãos que são vencedores espirituais serão ‘filhos’ daquele conhecido como o Alfa e o Ômega. Referente aos cristãos ungidos pelo espírito, nunca se diz isso da sua relação com Jesus Cristo. Jesus falou a respeito deles como seus ‘irmãos’. (Hebreus 2:11; Mateus 12:50; 25:40) Mas esses ‘irmãos’ de Jesus são mencionados como “filhos de Deus”. (Gálatas. 3:26; 4:6) Em Revelação 22:12, A Bíblia na Linguagem de Hoje (1973) insere o nome Jesus, de modo que se faz com que a referência a Alfa e Ômega no versículo 13  pareça aplicar-se a Jesus. Mas o nome Jesus não aparece ali no grego, e outras traduções não o incluem. Em Revelação 22:13, diz-se também que o Alfa e o Ômega é “o primeiro e o último”, expressão esta que é aplicada a Jesus, em Revelação 1:17, 18. Similarmente, a expressão “apóstolo” é aplicada tanto a Jesus Cristo como a certos de seus seguidores. Mas será que isso prova que sejam a mesma pessoa ou que sejam de posição igual? (Hebreus 3:1) De modo que a evidência leva à conclusão de que o título “Alfa e Ômega” se aplica ao Deus Todo-poderoso, o Pai, não ao Filho.
OBS: Tanto a palavra hebraica Shad-daí como a palavra grega Pan-to-krá-tor são traduzidas “Todo-Poderoso”. Ambas as palavras no idioma original são repetidamente aplicadas a Jeová, o Pai. (Êxodo 6:3; Revelação 19:6). Nenhuma dessas expressões é aplicada, quer ao Filho, quer ao espirito santo.
Deus: Em Isaías 43:10, Jeová diz: “Antes de mim deus nenhum se formou e depois de mim nenhum haverá.” Significa isso que, porque Jesus Cristo é profeticamente chamado de “Deus forte”, em Isaías 9:6, Jesus é forçosamente Jeová? Novamente, o contexto responde que Não. Nenhuma das nações gentias idólatras formou um deus antes de Jeová, porque ninguém existiu antes de Jeová. Tampouco formariam num tempo futuro um deus real, vivo, que pudesse profetizar. (Isaías 46:9, 10) Mas isso não quer dizer que Jeová jamais causasse que existisse alguém que fosse corretamente mencionado como sendo um deus. (Salmos 82:1, 6; João 1:1, Novo Mundo) Em Isaías 10:21, Jeová é mencionado como sendo “Deus forte”, assim como Jesus o é em Isaías 9:6; mas só Jeová é chamado “Deus Todo-poderoso”. (Gênesis 17:1)
Existem vários textos que se referem a Jesus como o Pai, até mesmo o que você argumentou [João 14:18]. Mas devemos ter em mento, que o Cristo representava seu Pai. (João 5:43; Hebreus 1:3)
avatar
clayton.mendes

Observador
Observador

Reps : 0

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Deus] Re: Jesus não tinha, mas recebeu revelação, poder e autoridade do Pai

Mensagem por AZZI em 20.01.14 10:10

Sinto muito Clayton, mas falar sobre trindade adotando uma versão que afirma que “a Palavra era UM deus”, isto sim é puro politeismo e é heresia, pois fere o SHEMA DE YSRAEL que afirma que D’us é UNICO.

A trindade é explicita quando o proprio Yeshua diz:

(João 14:26) - Mas aquele Consolador, O ESPÍRITO SANTO, QUE O PAI enviará EM MEU NOME, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.

(João 15:26) - Mas, quando vier O CONSOLADOR, que eu DA PARTE DO PAI vos hei de enviar, AQUELE ESPÍRITO DE VERDADE, QUE PROCEDE DO PAI, ELE TESTIFICARÁ DE MIM.

E agora?
So falta vc me dizer que estes versos tambem foram acrescentado na biblia pela igreja romana...

Crer que Yeshua é o representante de D’us, é o mesmo que diminuir D’us, pois, só se manda um representante quando se esta impossibilitado de comparecer no local. Deus é onipresente ou não?

Me responde estas perguntas se Vc é capaz?

1. Se você não crê que Yeshua é o Verbo (a Palavra de D’us). Quem criou tudo, o Verbo (Jo 1:1)? Yeshua (Cl 1:16-17)? Ou a Palavra (Sl 33:6)?

2. Se Yeshua é uma criatura. D’us usou o Verbo (Yeshua) para criar o Verbo (Yeshua) dele?

3. O verbo de D’us (a Palavra) encarnou e assumiu a forma humana conhecido como Yeshua?

4. Se Yeshua é uma criatura. D’us, o Pai, originalmente é um Ser divino sem Verbo (sem Palavra= Yeshua)?

5. Se Yeshua é uma criatura, então, o Pai é anterior ao filho (que é a Palavra = Yeshua). Houve um TEMPO que D’us não tinha Palavra (=Verbo=Yeshua)? D’us era mudo?

6. Se Yeshua é uma criatura, então houve um tempo que D’us não tinha o Verbo (Yeshua). Quem ou o que D’us usou para criar o tempo?

7. Se Yeshua não se fez semelhante a homem mas é homem, D’us aceita sacrificio humano?

8. Se Yeshua é uma criatura. Que tipo de natureza é Yeshua: Humana? Angelical? Divina? Animal? D’us muda e tem sombra de variação?

9. Se Yeshua é uma criatura. A Noiva (=Igreja) vai ter 2 maridos, o Pai (o criador) e o Filho (a criatura)?

10. Se nós (igreja) somos a Noiva e Yeshua é o noivo, o Pai de Yeshua é o nosso sogro?

11. Se Yeshua é uma criatura. Tudo foi criado pelo Verbo (Yeshua) ou o Verbo (Yeshua) vez quase tudo?

12. D’us, o Pai, fez apenas uma única criatura (Yeshua) e nada mais?

13. Com que objetivo D’us colocaria uma criatura para representá-lo se Ele é onisciente onipresente e onipotente?

14. Com que propósito D’us criaria primeiro uma criatura (Yeshua) para depois, por meio desta primeira criatura, criar outras criaturas restantes? D’us ficou de fora nesta empreitada?

15. Se Yeshua é uma criatura. A onde esta escrito que D’us divide sua gloria com alguma criatura?

16. D’us é indiretamente um criador por tabela e Yeshua uma criatura criadora de todo o universo?
avatar
AZZI

Mensageiro
Mensageiro


Reps : 16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Deus] Re: Jesus não tinha, mas recebeu revelação, poder e autoridade do Pai

Mensagem por clayton.mendes em 29.04.14 15:28

Politeísmo ? Você certamente deve estar de brincadeira... A bíblia nunca recusou a existência de outros “deuses” (Êxodo 12:12; 1 Coríntios 8: 5,6; Salmo 82:1). Esses “deuses” não eram como o Deus Soberano (Revelação 4:11), mas pessoas ou seres que se destacaram.
Em João 14:26, Jesus deixou claro que o espírito santo seria enviado no nome dele, assim como disse em João 15:26 que o espírito santo era do Pai, mas mesmo assim, ele enviaria (claro, se foi peço em nome dele).
Segundo, a Bíblia nunca disse que Deus é onipresente. Pelo contrário, estabelece seu local de morada como em “céus espirituais”. Veja bem, os céus físicos não podem conter o Deus Soberano  (1 Reis 8:27), mas o próprio Salomão diz também que ele mora nos céus (1 Reis 8:43). E agora ? Contradição ? Não. Paulo explicou claramente que, assim como existe o físico, existe também o espiritual (1 Coríntios 15: 42-49). Agora, respondendo as questões:
1. Yeshua = Verbo = Palavra. Verbo é só outra tradução pra lo-gos, que significa palavra. E Yeshua é o nome hebraico de Jesus. Você simplesmente fez uma pergunta retórica redundante.
2. Não, a bíblia diz claramente que Yeshua é o filho unigênito de Deus (João 3:16). Mas isso seria contraditório, pois a bíblia diz claramente sobre outras filhos celestiais (Jó 1:6; 2:1; 38:7). Isso porque Yeshua foi o primeiro ser criado diretamente pelo próprio Javé (Colossenses 1:15).
3. Sim. (João 1: 1-4, 14)
4. Sim.
5. Essa pergunta soa burrice. Primeiro que se Deus não criasse nada, pra quê ele iria precisar de uma Palavra ? Pra falar sozinho ? Segundo, Deus não precisa da Palavra pra falar nada, o fato no batismo do Cristo deixou isso bem óbvio e claro (Marcos 1: 9-11). O Cristo é a Palavra, no sentido de que através dele as profecias se cumprem. Ele é quem executa as promessas de Deus (2 Coríntios 1: 19,20; Revelação 1:5; 3:14; 19: 11-13). Yeshua também é o porta voz de Deus (Gênesis 3:8; Revelação 1:1)
6. Deus não usou ninguém pra criar o tempo. Tempo relacionado a Deus, indicaria que ele teve princípio. O tempo em relação a Deus não existe, porque ele é eterno, tanto pro passado, quanto pro futuro (Salmo 90:2; Judas 25). Agora, o tempo em relação aos homens, é provável que tenha sido criado pela Palavra.
7. Não. Era necessário o sacrifício de algum ser consciente, que tivesse vida perfeita. E o Messias se voluntariou para isso (Hebreus 12:2) No Éden, Adão e Eva perderam a perfeição. Seguindo os padrões de Deus, seria necessário alguém perfeito dar a sua vida para termos de volta o que perdemos: a vida (Gênesis 3: 1-7, 24; Êxodo 21: 24,25; João 3:16; 1 Coríntios 15:21)
8. Yeshua era uma criatura angelical (1 Coríntios 15:45-47)
9. Existe mais de uma ilustração contendo “noiva”. Seja específico.
11. Yeshua ajudou a fazer muitas coisas (Colossenses 1:15,16; Provérbios 8: 30). Aqui, o Messias é personificado como a Sabedoria. E sim, sinto-lhe informar que era o Messias. Em Provérbios 8: 22-31 a sabedoria é personificada, apresentada como sendo capaz de falar e agir. (Provérbios 8:1) Muitos dos escritores dos primeiros séculos da Era Comum, que professavam ser cristãos, entenderam que esta parte se referia simbolicamente ao Filho de Deus na sua condição pré-humana. Em vista dos textos já considerados, não se pode negar que este Filho foi ‘produzido’ por Javé “como princípio do seu caminho, a mais antiga das suas realizações de há muito”, nem que o Filho estivera ‘ao lado de Jeová como mestre-de-obras’ durante a criação da terra, conforme descrita nestes versículos de Provérbios. É verdade que em hebraico, em que os substantivos têm gênero (assim como em português e em outras línguas), a palavra “sabedoria” é sempre feminina. Continuaria assim mesmo que a sabedoria fosse personificada, e isso não impediria que a sabedoria fosse usada figurativamente para representar o Filho primogênito de Deus. A palavra grega para “amor”, na expressão “Deus é amor” (1 João 4:8), também é feminina, mas isto não torna Deus feminino.
12. Como diz em Provérbios, Javé trabalhou em algumas coisas (Provérbios 8: 27,28)
13. Onipresente, ele não é, como já citei. Onisciente, nem sempre. A Bíblia diz sim, que Javé pode saber as coisas com antecedência (Isaías 42:9). Mas ele nem sempre está observando o futuro. Em Gênesis 22:12, após Abraão ser provado, Javé diz: “...pois agora sei deveras que temes a Deus...”. Mas que ele é onipotente, sim. Bom, não consigo entender de forma clara essa questão, mas a bíblia é direta em dizer que Jesus Cristo representa a Deus (João 14: 9; Hebreus 1:3)
14. Pergunta relativamente redundante.
15. Eu nunca afirmei que Javé divide sua glória com alguém, aliás, ele é o unico ser divino merecedor de honra e glória (Revelação 4:11). Ao contrário de Jesus, que não aceita glória de ninguém (Mateus 4:10; João 4:23; 5:41)
16. Novamente, pergunta redundante.
De qualquer forma, este é o meu último argumento aqui. Não por falta de argumentos, mas de tempo (Filipenses 1:10). Se você quer crer no que acha, tudo bem, as provas bíblicas já foram dispostas aqui (2 Timóteo 3:16; 4:3,4). Nós dois sabemos que a Trindade é uma deturpação da Palavra de Deus pela filosofia que se infiltrou na Igreja primitiva (Colossenses 2:8)
avatar
clayton.mendes

Observador
Observador

Reps : 0

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Deus] Re: Jesus não tinha, mas recebeu revelação, poder e autoridade do Pai

Mensagem por inacio.santos.39108 em 07.07.14 1:20

o YHWH nao pode ser o pai de jesus, primeiro, que ele nunca chamou YHWH, de seu pai e sim acusou os Judeus que tem ele copo seu Deus de adoradores do Diabo, o pai de Jesus, é o verdadeiro Deus do Universo, é amor, preferiu morrer, que matar, apanhar que bater, perdoar, que condenar...

Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação.

2 Pedro 1:20
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito,

João 3:16
No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor.

1 João 4:18
Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.

1 João 4:1
Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo.

1 João 4:4
Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve. Nisto conhecemos nós o espírito da verdade e o espírito do erro.

1 João 4:6
Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus.

1 João 4:7
Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados.

1 João 4:10
Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros.

1 João 4:11
Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor.

1 João 4:12
Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus.

1 João 4:15
avatar
inacio.santos.39108

Observador
Observador

Reps : 0

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Deus] Re: Jesus não tinha, mas recebeu revelação, poder e autoridade do Pai

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Print
Seus favoritos não foram carregados :(