Conectar-se

Esqueci minha senha



A história que os Mórmons não contaram

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Religiões em geral] A história que os Mórmons não contaram

Mensagem por Equipe em 20.07.13 1:50

Há fatos importantes dentro do contexto histórico do mormonismo que os líderes da SUD (Santos dos Últimos Dias) não contaram. Tais fatos complicam e muito a alegação de que os SUD são uma igreja inspirada e instituída por Deus, sendo Joseph Smith seu profeta, tornando-se desta maneira, a única religião verdadeira sobre a face da terra. Os problemas começam quando sabemos que Smith em sua juventude, trabalhava procurando tesouros. Por causa dessa profissão esteve envolvido em confusões, e em 26 de março de 1826 foi julgado e preso por fraude.

    Quando desencadeou a primeira perseguição em meados de 1829 contra Joseph Smith, a versão mórmon tenta justificá-la como sendo de origem religiosa devido às suas constantes visões. Mas autoridades no estudo do mormonismo afirmam ao contrário, por exemplo, Joe E. Tarry comenta que: “Smith tinha que sair daquela região de Nova York quando se espalhou que ele havia encontrado chapas de ouro. Os caçadores de tesouro defraudados por Smith não o deixaram em paz, e foi por isso que teve de fugir para outra região.” 
Enquanto Smith cavava um poço encontrou uma pedra diferente e após esse acontecimento alegava possuir poderes mágicos para encontrar tesouros. (…) “Joseph colocou essa pedra dentro do seu chapéu e cobriu a sua cabeça com ele para fazer o seu trabalho de vidente”.


     Comprou também algumas múmias, sendo que em duas delas havia um tipo de manuscrito que Smith afirmava ter sido escrito por Abraão. Com esses manuscritos em mãos ele escreveu o livro de Abraão que faz parte da “Pérola de Grande Valor” – livro que os mórmons consideram sagrado.
Há ainda o problema com a primeira visão. Ao que parece, havia três versões dela envolvendo contradições com a idade do profeta e a identidade dos personagens que lhe apareceram. A versão oficial dizia que o profeta estava com 14 anos de idade quando teve a primeira visão. Outras versões, porém declaram que ele estava com dezessete anos e outras ainda com dezesseis ou quinze anos. Smith disse ainda que o Pai e o Filho havia-lhe aparecido. Entretanto, o segundo presidente Brigham Young (contrariando o seu líder) disse que não foi nem um dos dois, mas que Deus enviou seu anjo para falar ao profeta (Jornal de Discursos vol.2 pag. 171).
Outro problema insuperável é de questão puramente teológica. A biografia de Smith afirma (se considerarmos essa a versão correta) que Deus Pai e Jesus Cristo apareceram a ele. No entanto, Jesus ensinou que Deus o Pai, nunca foi visto por ninguém (Conf. Jo 1.18; 6.46; 14.8,9).
     Diante de todos esses textos Bíblicos podemos afirmar que das duas, uma: ou foi uma engenhosa invenção de Smith ou então só pode ter sido algum outro ser espiritual que apareceu a ele, pois estes também se transfiguram em anjos de luz  (Conf. II Co 11.14)
Para além desta contradição podemos citar ainda que no relato que Smith faz da experiência dessa visão, diz que foi primeiramente tomado por uma força maligna. Segundo esse relato, a tal força maligna era tão forte que chegou a travar-lhe a língua, além de envolvê-lo em uma imensa escuridão (se bem que ele mesmo não viu este ser maligno). Só depois dessa experiência é que lhe apareceram aqueles seres vestidos de branco pairando no ar sobre sua cabeça.
A história da primeira visão é uma coleção de contradições e disparates que deixaria qualquer historiador mórmon envergonhado.
Outra questão que não se encaixa nas declarações de Smith, é quanto ao suposto avivamento ocorrido naquela região onde ele morava. Pesquisadores na área do mormonismo investigaram a história daquelas denominações no período de tempo indicado por Smith e nada encontraram que justificasse suas alegações. Ora, um avivamento daquela envergadura, como contado por Smith, deveria ter sido registrado nos anais dessas igrejas.
Vejamos um resumo do que foi exposto acima:


  •   Não houve nenhum avivamento em qualquer lugar em Palmyra Manchester, área de Nova Iorque em 1820. Houve sim, um avivamento, mas entre 1824-25, não antes de 1820 como conta Smith.

  •  Os eventos como contados por Joseph Smith não se ajustam no período de tempo entre o ano 1824, época do tal avivamento, e 1830 – ano da publicação do Livro de mórmon.

  •  Em 1832 Joseph reivindicou ter tido só uma visão de Cristo, mas em  1835 outra versão diz que ele viu só um anjo. Na versão de1838 ahistória muda para o Pai e o Filho.

Ninguém conheceu a versão contada hoje da Primeira Visão até depois que  Joseph ditou isto em 1838, e nenhuma fonte publicada menciona isto até 1842.




 Fonte: CACP
avatar
Equipe

Mensageiro
Mensageiro

Reps : 2
Administrador do Fórum Cristão

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Print
Seus favoritos não foram carregados :(